sábado, maio 20, 2006

Não morri a rir só por vergonha


Tenho de confessar que raras vezes me ri tanto – e já lá vão uns tempos e milhentas anedotas. E outras tantas estórias. Esta, porém, que me foi já enviada em várias ocasiões, quase sempre em castelhano, mas também em inglês, deu-me tal gozo que me vi obrigado por mim mesmo a traduzi-la para o portuga mais vernáculo que pude arranjar, sempre tentando que isso não lhe fizesse perder a graça – que é eeeeeeeeeeenoooooooorrrrrrrrmmmmmmeeeeeeeeeeeeeee. Não sei se o consegui. Por isso ela aqui fica à consideração de quem a ler. Com um muitíssimo obrigadíssimo ao seu autor, tal como o soldado, desconhecido. So, go ahead! A.F.


Troca de notas entre um cliente de um hotel inglês
e os serviços do mesmo


(Atenção: este papel é um pouco longo, mas asseguro-vos que vale a pena gastarem algum do vosso tempo)



Estimada empregada do quarto
Por favor, não volte a deixar mais sabonetinhos na minha casa de banho. Tenho o meu sabonete de tamanho normal e que sempre uso e por isso não utilizo as miniaturas. Assim, queira ter a bondade de levar os 6 sabonetinhos que se encontram na saboneteira do lavatório e os outros 3 que estão na do duche. Na verdade, as miniaturas só me aborrecem, não servem para mais nada.
Muito obrigado
Steve Smith




Senhor cliente do Quarto 714
A empregada da limpeza que se encarrega do seu quarto não se encontra hoje no hotel, pois é o seu dia de folga. Amanhã, pode ficar sossegado, ela dará cumprimento ao seu recado. De qualquer maneira, e seguindo as suas instruções, tirei os 6 sabonetinhos do seu lavatório e os outros 3 da saboneteira do duche e coloquei-os em cima da caixa de lenços Kleenex, pois pode V. Ex.ª mudar de opinião. Desse modo, terá apenas os 3 sabonetinhos novos que hoje deixei, de acordo com as normas expressas no Manual de Serviço e Qualidade do hotel. Espero que fique satisfeito
Kathy Miller, a substituta da sua empregada de quarto



Prezada Senhora da limpeza
Espero que, hoje, seja a empregada habitual, pois creio que a Senhora Khaty, que a substitui ontem, não lhe transmitiu a minha observação a respeito dos sabonetinhos. Quando regressei ao meu quarto dei conta que a referida Senhora juntou 3 sabonetinhos aos 3 que estavam na prateleira por baixo do armário. Vou estar 20 dias no hotel e não necessito para nada desses 6 sabonetinhos da prateleira e até me incomodam quando faço a barba ou lavo os dentes. Assim, peço-lhe para os levar
Steve Smith



Caro Senhor Smith
Na quarta-feira foi o meu dia de folga, pelo que a menina que me substituiu deixou os 3 sabonetinhos, de acordo com o Manual de Serviço e Qualidade do hotel, que estipula que tal se faça diariamente. Por isso, retirei os 6 sabonetinhos da prateleira que, creio, lhe causavam problemas durante a sua higiene e pu-los na saboneteira do duche, onde, aliás, estava um sabonete que, pelos vistos, lhe pertence. Guardei-o no armário por falta de espaço na saboneteira. Não retirei os 3 sabonetinhos que normalmente se guardam no armário, para que, no caso de entrar um novo hóspede, e não se aborrecesse com eles, já ali os tinha. Por favor, diga-me se o posso ajudar em mais qualquer coisa.
A sua empregada habitual, Dotty


Excelentíssimo Senhor Smith
O Director do hotel, que é o Sr. Kensender, informou-me, hoje de manhã, que o Senhor havia telefonado na noite passada para a Recepção dizendo que não estava satisfeito com o serviço de limpeza dos quartos. Por isso, tem uma nova empregada. Espero que aceite as nossas desculpas pelos incómodos causados. Se desejar apresentar outra qualquer queixa, muito gostaria de o poder atender pessoalmente, para o que poderá chamar a extensão 1108, das 08H00 às 17H00 e atendê-lo-ei com muito prazer
Muito obrigado
Elaine Jones
Chefe da Recepção



Estimada Senhora Jones
É-me impossível contactar consigo por telefone, porque tenho de sair do hotel todas as manhãs às 07H30 por questões de negócios e só regresso pelas 20H00. Por isso, liguei ao Sr. Kesender ontem à noite, pois a Senhora já tinha saído. Apenas solicitei ao Sr. Director se podia fazer alguma coisa para resolver o meu problema dos sabonetinhos. Esclareço que não pedi nenhuma mudança de qualquer pessoal. A nova senhora que agora trata do meu quarto deve ter pensado que eu teria acabado de chegar ao hotel e, assim, deixou 3 sabonetinhos no armário e os outros 3 que diariamente distribuem por cada habitação. Por isso, em 5 dias, já tenho amontoados 24 sabonetinhos. Porque me fazem isso? Cumprimentos
Steve Smith


Excelentíssimo Senhor Smith
A sua nova empregada, Kathy, recebeu ordens estritas para deixar de distribuir os sabonetinhos no seu quarto e, ainda, para levar todos os sabonetinhos em causa. Se lhe podemos propiciar mais alguma coisa, faz o obséquio de ligar para a extensão 1108, das 08H00 até às 17H00 e terei muito gosto em o atender.
Às suas ordens
Elaine Jones
Recepção



Senhor Director
O meu sabonete – tamanho normal – desapareceu; levaram todos os sabonetes do meu quarto – incluindo o meu. Ontem à noite cheguei tarde e não tinha com que banhar! Tive que chamar o groom que logo me trouxe 4 frasquinhos de champô e uma embalagem grande de gel de banho, que conseguiu obter no ginásio do hotel. Era a única coisa disponível a essas horas
Steve Smith


Caríssimo Senhor Smith
Informei a chefe da Recepção. Elaine Jones (que, creio, conhece) do seu problema com o sabonete. Sinceramente não consigo compreender o porquê de continuar a existir o seu problema, já que todas as empregadas dos quartos têm ordens expressas de distribuir 3 sabonetinhos por dia e por habitação. E, pelos vistos, não tomaram em consideração o seu pedido. Mas, creio que finalmente, dei as instruções necessárias para resolver de vez a questão. Peço-lhe encarecidamente que aceite as minhas maiores desculpas pelos incómodos. Os meus melhores cumprimentos
Martin L. Kesender
Director



Senhora Jones
Quem foi a desgraçada que deixou no meu quarto 54 sabonetinhos????!!!!... Digo-lhe que foi o que ontem à noite encontrei ao chegar ao meu quarto. Repito-lhe que não quero para absolutamente nada 54 sabonetinhos!!!!!!!!!!!!!!!!! Apenas quero o meu sabonete – tamanho normal –corrente e cremoso. Exijo que mo devolvam. Já basta
Steve Smith




Excelentíssimo Senhor Smith
O Senhor queixou-se de haver demasiado sabão no seu quarto e por isso mandei que os levassem todos. Então, o Senhor queixou-se desta vez ao Sr. Kesender de que todo o sabão que existia na sua habitação tinha desaparecido. Em vista disso, empenhei-me pessoalmente para que lhe fossem devolvidos os 24 sabonetinhos que tinham sido retirados e mais os 3 a que tem direito quotidianamente. Nada sei de um sabonete – tamanho normal – pois neste hotel não o usamos nos quartos, pois pareceria pouco bonito e, além disso, anti-higiénico. Como compensação, deixei-lhe 3 embalagens pequenas de gel de duche que ficou no seu armário. Tanto quanto me parece, Khaty não sabia que eu tinha levado pessoalmente os 27 sabonetinhos e ela também pôs no quarto outros 24 sabonetinhos além dos 3 que lhe competem diariamente
. Espero, vivamente, que não tenha mais quaisquer motivos de queixa.
Sem outro assunto, queira receber os meus mais respeitosos cumprimentos
Elaine Jones
Recepção


Cara Senhora Elaine Jones
Envio-lhe esta nota para pô-la em dia quanto ao actual inventário saboneteiro.
No dia de hoje tenho em meu poder:
No armário da casa de banho – 18 sabonetinhos em montinhos de 4 e um de 2;
Sobre o receptáculo dos Kleenex – 11 sabonetinhos em dois montinhos de 4 e um de 3;
Na prateleira do roupeiro – 3 frasquinhos de gel de banho, 1 montinho de 4 sabonetinhos e 3 frasquinhos de champô:
No armário do banheiro – 12 sabonetinhos em 3 montinhos de 4;
Na saboneteira do duche – 6 sabonetinhos quase convertidos em sopa de sabão, por causa da água
;
Na esquina noroeste da banheira – Um frasco de gel de banho, meio usado;
Na esquina nordeste da banheira – 6 sabonetinhos em 2 montinhos de 3.
Peço-lhe, por favor, para transmitir a Kathy que quando arranje o meu quarto tente limpar o pó aos montinhos de sabão diverso e que os deixe bem arrumados. Lembre-se que se os coloca em montinhos de mais de 4 podem cair. Entretanto, poderia sugerir que em futuros fornecimentos de sabão os armazene no parapeito da janela? Parece-me, humildemente, que se trata de um sítio ideal e, até hoje pelo menos, sem ter sido usado.
Uma coisa mais: comprei outro sabonete – tamanho normal – que deposito diariamente na caixa forte do hotel, a fim de se evitarem mais confusões.
O seu admirador
Steve Smith




*******************

3 comentários:

António Caçoilo - Pias disse...

Sim senhores, farteime de rir tamem. os cabrões dos sabontes parece que estvam vivos, muito eles se mecheram. E as criadas dos quartos deviam ser estupidas como são os bifes e as bifas. Mas, secalhar eram boas. a gaja de recessão não me parece grande espada. E o diretor é viado. muito obrigado e escreva mais

Fã de Moz disse...

Está um espectáculo!!!!! Se fosse em Moçambique a criada de quarto tinha ganho o dia. Leváva os sabonetes, vendia-os e nao gastava nem pouco mais ou menos, tanto dialecto com um qualquer "Mulungo" que nao gostava de sabonetes pequenos!!!!!
... ADOREI!!!!!!

Mario Adolfo Marques disse...

Esta história de sabonetinhos está para lavar e durar. Se o autor não se importasse, isto dava uma telenovela ou uma série melhor que os Morangos com Açucar. Tenho um primo afastado que colecionava-os levando dos hoteis e pensões onde parava pois era vendedor comicionista. Quando arranjar algum mando-lhe.