quarta-feira, junho 28, 2006



IVA e pontapé de saída

Braz Ferreira

Não queremos mais IVA!.... Não queremos mais IVA! O povo protesta e o Governo não liga. Nem pode ligar. As vozes enrouquecidas e esquentadas pela raiva e pelo álcool levam ao ar protestos que desde que a Terra é Terra sempre devem ter acontecido. Quase de certeza absoluta que os homens das cavernas já protestavam por não ter fogo durante o Inverno...até que um deles se lembrou de friccionar dois sílex. Mesmo assim os protestos, que são próprios dos homens e sobretudo das mulheres, existiram, existem e continuarão de existir. Se se aumentar o salário mínimo, tem de se pedir mais férias, se se aumentarem as férias terão de ser pedidos mais feriados e pontes, e assim por aí afora.

Analisando os protestos das nossas esposas sobre o tempo de antena masculino durante a Copa do Mundo, podemos até sentir que algo de histórico se esta passando. Pelo menos de quatro em quatro anos. Eu quero novela, eu quero jogo, eu quero novela, eu quero jogo... E, no final, salvo se a sua esposa for campeã de karaté ou luta livre, você termina por ver o futebol. E mesmo se ela for campeã, você termina vendo o jogo ou numa cama de hospital ou na casa de um amigo.

E poderão me perguntar qual é a diferença entre o jogo e a novela? Quase nenhuma, senão vejamos. O último jogo Portugal Holanda foi uma verdadeira novela, com os mauzinhos levando porrada e os bonzinhos dando sem serem molestados. E até tínhamos actores brasileiros....olhem só! E um director de cena russo...Tá russo mesmo. E este balalaica bebedor de vodka deixou os queijos flamengos dar sem receber. Isto sim que é injusto e merece um verdadeiro protesto.



Este tal director de cena, um verdadeiro «artista» dos palcos, foi distribuindo, tal como numa promoção num hipermercado, cartões amarelos à doidada. Talvez porque combinasse com a cor da sua camisola. Porra e ele se tivesse vindo de preto, teria talvez distribuído convites para um funeral. O dele. E para fazer “ton sur ton” deu graciosamente alguns vermelhos. Mis uma vez utilizou a técnica Mac Donalds, mostarda com ketchup. Só faltou alguém complementar o big mack, oferecendo-lhe, grátis, um bife na cara suada que ele mostrou durante o jogo inteiro.
Para a próxima vez traga cartões laranja, pois evita gastar dois e alem disso rimariam com as cores da equipa adversária.

Protestemos pois para que, primeiro, a FIFA introduza os cartões laranjas e, segundo, ela saiba escolher os seus árbitros e sobretudo que possam ser implementados os cartões pretos para muitos juízes... para que não apitem - nunca mais. Está aí uma ideia que a FIFA deveria aprofundar. Num jogo de futebol temos em campo 25 actores (22 jogadores, um árbitro e dois árbitros auxiliares). Ora bem porquê só os jogadores podem ser expulsos, se todos são actores?
Protestemos para que haja também expulsões de árbitros, com juízes «sobressalentes.»

Não queremos mais IVA... não queremos mais IVAS... não queremos mais IVANOVS, pô!

2 comentários:

Xavier Silva, cheio de esperança, Borba disse...

Boa senhor Braz! O filho da puta do Ivanov devia (como se dizia em Moscovo no tempo da URSS9 ser fuzilado «provisoriamente»! A expressão que aprendi com o seu irmão parece-me excelente.
É tudo uma fraude no Campeonato do Mundo. Os senhores da FIFA querem que ganhe um dos grandes, sobretudo os casa. Os pequenos que se lixem.
Portugal já se meteu no meio dos protegidos. E apesar de ter fornecido muitos espectadores emigrantes qu ajudaram a encher os estádios, ainda é considerado um menor.
Pois eu digo: dos males o meor. Eliminamos os bifes (eles já estão habituados) e vamos em frente. Força Portugal!

C.Justino Silveira disse...

Caro amigo e também professor Antunes Ferreira, querido amigo de Portugal, agradeço com expressivo atraso, as suas gentís palavras a meu respeito, a respeito do Jornal de itupeva, a repeito de nosso país...
Querido amigo, vasculando no google percebi um artigo meu transcrito na "travessa do ferreira" o que foi motivo de grande satisfação, saber que despretenciosamente atravessei o Atlântico, chegando a terra de meus bizavós...
Gostaria de colocar a disposição do amigo o blog: www.cjustinos.blogspot.com, no qual publico uma crônica semanal sobre assuntos variados, como política, sociedade, educação, esportes, etc...
Caro Antunes, verifiquei em seu curriculum que temos alguns pontos em comum, também sou casado com a mesma mulher, minha querida Sueli que deu-me três filhos e duas lindas filhas, que nos presentearam com quatro lindas netas e dois lindos netos, temos uma missão de vida que é o magistério, e como você também escrevo porque gosto, e fico muito feliz em ter meus textos apreciados por pessoas cultas como você...
Que possamos nos encontrar mais vezes, através de nossos textos, pois as letras fazem amigos, mesmo que a distância...
Um forte e fraternal abraço...
Prof. C. Jusatino da Silveira